19 novembro 2010

A cara do chefe

Lideramos, implantamos, penetramos, evoluímos, massificamos, impulsionamos,substituímos as redes de cobre, penetramos mais, desenvolvemos, não sei quê do sucesso, mais sector competitivo, mais a nova agenda digital, penetramos outra vez, o impulso, as metas, o digital (e o manual), a liberalização e o novo mundo.... 

 Eh pá, e fazemos, - todas e todos - a partir de agora, o mesmo discurso (literalmente).
Não dá chatice nenhuma e assim como assim, já ninguém ouve. Não faltará muito para se instituir um único texto para todas as ocasiões (inaugurações, simpósios, prós e contras, e outros).É só mudar as datas.
AQUI

5 comentários:

Austeriana disse...

Esta é a típica atitude dos que nos (des)governam: total menosprezo e desrespeito pela inteligência alheia.
O que é preciso é «botar faladura», mesmo que ela não passe de um conjunto de palavras alinhadas sem nexo ao lado umas das outras. Depois, acrescentam-se uns videos e uns powerpoints mal amanhados e está a andar.
Mas também, desde que ouvi um dos discursos de "inglês técnico" da tutela, já nada do que dali vem me surpreende.

César Ramos disse...

Amigo Paulo,

Não se costuma chamar a isto "falar a voz do dono"?...

A velha marca: «His master's voice»?!

Parece que a música é sempre a mesma!

Um abraço e bom fim de semana
César

clara disse...

Quando eu andava na primária, castigaram-me por ter repetido duas cópias, apenas mudando as datas. E fizeram bem.

relogio.de.corda disse...

Uma espécie de "vira o disco e toca o mesmo". Sabem que esta coisa de cargos e funções governativas desgasta uma pessoa, não é?!... Começa a faltar-lhes a imaginação/ criatividade porque o cérebro deles não foi programado para pensar muito e reflectir. Eles pensam que os seus acessores podem escrever tudo e mais alguma coisa mas a crise da criatividade também chega ao discurso político (daí a necessidade das remodelações governamentais).
Qualquer dia, também eu sou atingida por este mal e lá se vai o meu TEMPO e o meu RELOGIO.DE.CORDA!
(Clara;lol. Isso das cópias, tem muito que se lhe diga... Um dia errei duas vezes a mesma conta e apanhei um estalo daqueles)
Austeriana, o inglês técnico do nosso PM é do melhor! Aquele sotaque very british, até me dá "arrepios"... de riso.
César, bem podiam contratar alguns bloggers que há por aí. Tenho a certeza que lhes resolveriam a questão da falta de essência nos discursos, num abrir e fechar de olhos.
Bom fim-de-semana para todos.

Paulo disse...

Austeriana, a notória falta de qualidade de quem nos (des)governa cresce em cada dia que passa. De facto, difiícil é surpreenderem-nos.

César, tudo "isto" é a voz de um dono. Às vezes não é quem parece e dá a cara. Mas isso é outra história. Abraço

Clara, este pessoal tem outra "escola".

relógio.de. corda o nosso problema continua a ser o de esperarmos que as galinhas voem. Nunca voaram, não vão começar agora. Só se o FMI tiver receita para isso também. Abraço