04 dezembro 2009

un bello paese, la Torre pendente di Pisa è a posto e il Colosseo anche



A sequência dos factos é conhecida: Marco Travaglio, jornalista do jornal L'Unita escreveu e publicou em 2008 um artigo sobre o presidente do Senado, Renato Schifani onde fazia refeência ao facto dos perfis oficiais deste senador nunca fazerem referência das ligações deste político com a Máfia.
O escritor Antonio Tabucchi colocou-se ao lado do jornalista em artigo também publicado no mesmo jornal, referindo expressamente, no entanto, que o senador tinha sido absolvido, apesar das suspeitas. Renato Schiafani, segunda figura do estado italiano e suporte político de Berlusconi, processou o escritor pedindo uma indeminização de 1,3 milhões de euros por "danos de imagem".
Tabucchi considera que o senador é um homem de "pouca sorte", pois ao longo de 15, 20 anos fundou empresas "sem nunca se aperceber que o fazia com mafiosos, presos sempre que ele acabava de sair" dessas empresas (
Aqui).
O julgamento, entretanto, teve início em Pisa em Maio deste ano.

Recentemente, foi colocada na internet uma petição a favor de António Tabucchi. 
Entre os primeiros subscritores encontram-se os cineastas Theo Angelopoulos, Costa-Gravas, os escritores Philip Roth, Jorge Semprun e Fernando Savater, bem como os Prémio Nobel José Saramago e Orhan Pamuk.
Referindo-se ao seu país (embora fosse possível estender o comentário a outros) Tabucchi comentou: assim vai a Itália, um belo país. Pelo menos, a torre de Pisa está no lugar, o Coliseu também.

(para assinar a petição clicar no link )

3 comentários:

Austeriana disse...

Tabucchi é um doce de pessoa e a "Mulher de Porto Pim" um dos meus livros favoritos.
Esta minha "declaração de parcialidade" serve apenas para explicar que, para um homem com ele fazer declarações destas, a coisa deve estar mesmo insuportável para aquelas bandas.

Paulo disse...

Austeriana, é un bello paese...que fede.

clara disse...

Heranças do senhor Bush, é isso.