08 junho 2009

Futuro

O PSD não avançará sozinho, terá que contar, a partir de agora, com Paulo Portas.
O mesmo se prevê nas autarquias de Lisboa e Porto. Em Aveiro é já uma realidade.
O Bloco de Esquerda será sempre uma frente de protesto e a CDU,apesar de ter subido, está geracionalmente condenada.
Sócrates cometeu muitos erros, muitos deles para corrigir o despesismo de Guterres. Cometeu, também, o pecado da soberba.
Falta-lhe, a Sócrates, a vivência e o sentido de humor de Mário Soares e que seria um antídoto para a tragédia do nosso quotidiano.
E agora, aí está: Zapatero, Sócrates e Brown em queda.
Centro-direita, direita e ,até, extrema-direita são o nosso futuro europeu.

5 comentários:

Paulo disse...

Clara, não te ocorre que o PS possa fazer alianças ou acordos de governo (autarquias e governo central)com forças de esquerda?
É que, dessa forma, a direita era derrotada. Teria era de governar com outras prioridades, fazer algumas cedências e, sobretudo,apresentar-se com menos arrogância.
Foi só uma ideia que tive...

clara disse...

Não creio que seja possível.O PS ganhou as eleições anteriores como protesto contra o governo Santana Lopes, um eleitorado muito centro e centro-esquerdo.
Nunca, com esta dinâmica, o PSD se vai aliar ao PS, para isso, já está na calha o CDS.
Vai aliar-se com a CDU? Com O Bloco?
Não penso que seja possível, é um eleitorado muito extremado.
Quanto às autarquicas, poderá haver um ou outro entendimento pontual, mas não no Porto, não em Lisboa, não em Aveiro(já está definido).As outras autarquias não conheço.
É uma nova era.

Austeriana disse...

Afinal, o PSD só ganhou porque o eleitorado do PS se deslocou para a esquerda (BE e CDU). Comparando com as eleições passadas, a percentagem é quase a mesma! O que parece, de facto, preocupante é a escalada da direita na Europa. Além de Berlusconi (não consigo perceber a reincidência de votos neste homem!), existe Le Pen ... figura sinistra mas que conseguiu ser eurodeputado!

clara disse...

Por este andar, também não sei.
No caso Berlusconi, será porque ele é dono dos principais media.
No caso Le Pen, os emigrantes que incomodam os franceses.Só que, se não forem os emigrantes, acaba a Europa, porque os europeus não têm filhos, ou têm poucos.

vaandando disse...

... è certo que a subida da direita na Europa é preocupante , mas o que é mais preocupante é o facto de 65% dos eleitores não se reconhecerem nos partidos ... Poderà abrir caminho a um potencial partido perigoso !
__________ JRMARTO