05 junho 2009

Sombras com vida

Adormecidos ou apenas cansados. Do abandono, da solidão da fome.
Não do amor, que esse conhecem-no bem.
Um acompanha a menina no sono, qual sentinela; o outro, olhos atentos, repousa deitado.
No centro, protegendo a menina, a sombra do amigo cobre-a como um manto. Lança sobre ela a imagem protectora de um perfil, onde se adivinha um avô, uma mãe…ou apenas um sonho.

(Fotografia aqui)

8 comentários:

Austeriana disse...

Esta excelente fotografia e o texto trouxeram-me à memória um escrito de Kipling lido há alguns anos. Fui procurar e encontrei-o...

FOUR FEET

I have done mostly what men do,
And pushed it out of my mind;
But I can't forget, if I wanted to,
Four-Feet trotting behind.

Day after day, the whole day through
Wherever my road inclined
Four-Feet said, 'I am coming with you!'
And trotted along behind.

Now I must go by some other round
Which I shall never find
Some where that does not carry the sound
Of Four-Feet trotting behind.

Rudyard Kipling

teresa disse...

Belíssima fotografia e um texto que faz pensar, mesmo quando as correrias do quotidiano nos fazem ficar mais "virados para nós mesmos".

Paulo disse...

Austeriana, lindíssimo poema (felizes os que têm ou tiveram na vida a felicidade de terem próximo um Four-Feet). Oportuníssimo.
Teresa, concordo. Imprescindível parar de vez em quando.
Obrigado.

Anónimo disse...

Excelente...pela mensagem que transmite.Sem correr o risco de acordar quem tão tranquilamente dorme ou sonha... apetecia-me entrar nas vozes de Ana Carolina e Seu Jorge e embalá-los....

"É isso aí

Como a gente achou que ia ser
A vida tão simples é boa
Quase sempre

É isso aí
Os passos vão pelas ruas
Ninguém reparou na lua
A vida sempre continua

Eu não sei parar de te olhar
Eu não sei parar de te olhar
Não vou parar de te olhar
Eu não me canso de olhar
Não sei parar
De te olhar

É isso aí
Há quem acredite em milagres
Há quem cometa maldades
Há quem não saiba dizer a verdade

É isso aí
Um vendedor de flores
Ensinar seus filhos
A escolher seus amores

AC

vaandando disse...

Comovente! Comovente!
Abraço
_________ JRMarto

Paulo disse...

A C, obrigado. Excelente sugestão. Vaandando, um abraço.

Marta disse...

é de quem sente muito. e nos faz sentir também

Paulo disse...

Marta, tem de se ser sensível para se gostar de sentir. Obrigado