26 setembro 2009

Escolher é sempre excluir



At night, when all the worlds asleep,
The questions run so deep
For such a simple man.
( ... )
Won't you please, please tell me what we've learned

3 comentários:

Ana Paula disse...

Adorei este tópico, C.

Coloca no centro da questão actual (e futura) a importância das nossas escolhas. E de uma forma simpática e musical - com Supertramp :) Do melhor!

Ana Paula disse...

Desejaria ter dito antes também: " e a dificuldade" (das escolhas) :)

Austeriana disse...

Parece-me que muitos não conseguem aprender; outros aprendem depressa demais; alguns não aprendem, porque não querem ("I know, it sounds absurd")e os «Supervagabundo» é que têm razão...
Um beijinho.