25 fevereiro 2009

Amar por amor















Se hás-de gostar de mim, seja, somente,
por amor. Nunca penses: “Ela agrada
pelo sorriso, o olhar, a delicada
maneira por que sempre fala e sente, -

A forma de pensar, intimamente
à minha, por meu bem, acomodada” –
pois, que não mude, nisso, não há nada,
e mudar pode o amor só nisso assente.

Nem deves, meu amor, gostar de mim
por teu carinho os olhos me enxugar;
teu amor perderei, a ser assim,

Se, por te ter, já não souber chorar.
Ama só por amor, que não tem fim,
para, também sem fim, poderes amar.

Elizabeth Barrett Browning

1 comentário:

Pedro disse...

...vale bem mais amar o autor do desenho!
:)

Cpts,