28 julho 2009

Bendita Cafeína


Pode afirmar-se que existe uma relação inversa entre consumo de café ao longo da vida e incidência de patologia neuro-degenerativa em geral?
Neste momento, existe evidência de efeito neuro protector da cafeína não só em relação ao declínio cognitivo associado ao envelhecimento e possivelmente doença de Alzheimer, mas também em relação à doença de Parkinson. De facto, dois estudos epidemiológicos de grande dimensão* mostram que o consumo de cafeína está associado a um menor risco de desenvolver doença de Parkinson. Seria interessante investigar se um efeito semelhante se verifica em relação a outras doenças neuro-degenerativas.
Prof. Alexandre Mendonça, Dep. de Neurologia e Laboratório de Neurociências,
Fac. Medicina de Lisboa e Instituto de Medicina Molecular, Universidade de Lisboa

*The neuro-protective effects of caffeine: a prospective population study (the Three City Study). Neurology 69:536-545
(imagem aqui)

2 comentários:

Austeriana disse...

Bem, eu bebo, pelo menos, três ou quatro, por dia!

Paulo disse...

Quantos mais melhor!! :):):)