27 julho 2009

História de um crime

História Universal da Destruição dos Livros (Texto Editores,2009) é uma obra lúcida, contundente e arrasadora dum crime perpetrado desde que apareceram os primeiros livros na Suméria há mais de 5000 anos. Fernando Báez conduz-nos com a maestria do amor pelo livro, neste singular e incompreensível parodoxo da humanidade que é a destruição do que de mais belo e nobre têm criado.Uma dolorosa mas fascinante viagem que começa na Suméria e nos leva a Alexandria, aos Manuscritos do Mar Morto, à perseguição chinesa dos textos Budistas 200 anos AC, à censura e perseguição no Império Romano, aos anos de trevas medievais, a Inquisição, as proibições da ortodoxia inglesa na "caça às bruxas", o período anterior à Revolução Francesa com a destruição das obras de Voltaire e, depois da Revolução, o desaparecimento de mais de 4000.000 livros considerados contra revolucionários. O século XX é revisto exaustivamente, desde a Guerra Civil de Espanha (1936-39), à Invasão do Iraque (2003), passando pelo bibliocausto Nazi, a censura de Estado na América do Norte e nos regimes soviéticos, a Revolução Cultural Chinesa e as ditaduras sul americanas.Um livro intenso, de leitura obrigatória para quem ama o livro, a cultura e a memória da humanidade.

História Universal da Destruição dos Livros aqui

3 comentários:

clara disse...

to interessante, vou ler.
No fundo é a história da nossa intolerância e que praticamos todo os dias.

Austeriana disse...

Excelente sugestão. Obrigada.

Ana Paula disse...

Uma excelente sugestão. Já tinha reparado no livro, aqui na livraria mais perto.
Agora, depois deste apontamento, mais cativante ficou. Eu adoro/amo os livros!

Obrigada.