31 julho 2009

"Buda"

Vi, no teu rosto de cão,
o amor que pouco vi no rosto dos homens.

(José Agostinho Batista)

7 comentários:

Bruce disse...

Os animais são os nossos melhores amigos, dão-nos amor incondicional e estão connosco quando mais ninguém está...

São mesmo especiais... os que cá estão e os que infelizmente já partiram...

clara disse...

"Cão Como Nós"
Grandes amigos, seres de excepção.
Honestos, fidelíssimos, afectuosos, inteligentes.
Beijinho.

Austeriana disse...

Este cão é lindo e parece ser um doce. Ok: quero um!

Paulo disse...

O "Buda" já não está entre nós desde o dia 28/7. Mas deixou uma grande saudade entre todos os que o conheceram (humanos e canídeos). Mesmo aqueles (Bruce, Austeriana) que, apenas, o viram ficaram encantados. Com razão, ele era especial.

branca5 disse...

O que torna comovedora a dedicação do cão,é que ele a manifesta apenas com provas.

Dizia VICTOR HUGO:
O cão é a virtude que,não podendo fazer-se homem,se fez animal.

Eu conheci o BUDA.

Anónimo disse...

O Buda... certamente encontrou já o Boris..., que foi um companheiro fiel e dedicado dos ultimos anos...
Muitas saudades do seu olhar meigo,do seu afecto,da sua lealdade..
Foi e continua a ser um cão unico e muito especial...
( E pensar que no inicio... só suportei a sua presença, pelo muito querer aos miudos...)CM

TERESA SANTOS disse...

Penso que todos nós, os que tivemos (ou temos) animais, sabemos apreciar, tirar partido da AMIZADE infinita que eles nos dedicam.
O meu Isatis também já partiu há muito mas, ainda hoje, parece que o ouço, debaixo da minha cama - quando, por acaso, tomava lá o pequeno almoço - a roer uma ponta da minha torrada. O seu olhar feliz ficou, cravado a fogo, na minha memória.
É pena que o homem (com letra minúscula, intencionalmente!) tenha uma incapacidade, quase inata, de Amar desta forma incondicional, de seguir estes exemplos de Amor e Amizade.