13 março 2009

Mares

Tomam formas incertas quase ausentes
Em seu redor as grutas de mil cores
E a cor das águas toma a cor das flores
E os animais são mudos, transparentes.
(Sophia de Mello Breyner Andresen)

O Nuno vai ao fundo do mar e traz-nos poemas. De cor,luz e sombra.

3 comentários:

branca5 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
branca5 disse...

Tive o prazer de assistir ao lançamento do livro do Nuno.Não sendo especialista em nada das profundezas do mar,"a não ser o que me cai no prato",mas sabendo apreciar toda a beleza das fotos tiradas pelo Nuno e seus companheiros na feitura deste livro,que o recomendo vivamente.Para o Nuno toda a sorte do mundo e força para ir mais além com um futuro de muitos sucessos.
bjs da Branca

Nuno Vasco Rodrigues disse...

:-)

Obrigado pelas palavras!

Beijinho grande!