10 março 2009

Prendi o Tempo



(Dali)

Como te disse, hoje meti o tempo dentro de uma caixa, dei-lhe corda e deixei-o a falar sózinho.
Acho que Deus não gostou, embora se enterneça com tanta invenção.
Estaria disposta a parar o dia, mas o sol não faz caso e amanhece.
Tenho esperança que a lua se revolte, e não mais queira ser a sentinela atenta e prateada.
Se o tempo fugir da caixa, só temos uma solução:
Pedir boleia a um cometa louco e chegar ao futuro, bem depressa.

3 comentários:

C. disse...

Adorei ler, assim que cheguei, o teu texto tão enternecedor. Pena é mesmo não podermos parar o tempo. Mas precisaríamos de tempo onde ele parasse, não é? E nós nele, com ele parado... (Até me fica a doer a cabeça.)

Adorei!

vaandando disse...

...gostei de ler , eu que vivo sem ter tempo , pois assim não lhe posso fazer nada !
A Clara ousou e deu-lhe esta encantatória forma , e breve , ahn !
Bom agora estou no meu tempo livre...
Cordialmente
_________ JRMarto

clara disse...

O tempo é omeu tema preferido, onde cabe tudo, a morte a vida,todas as interrogações e desafios .
Obrigada pelo vosso apoio.