18 novembro 2009

Duas extraordinárias mulheres, um momento único.



Alison Balsom (1978), trompetista, Sarah Connolly (1963), mezzo-soprano, George Gershwin (1898 – 1937), a Orquestra Sinfónica da BBC, os Concertos Promenade e a prova (se preciso fosse) de que só existem dois tipos de música, a boa e a má.
Apreciem, ou, como diriam no Royal Albert Hall, enjoy!!.


3 comentários:

Austeriana disse...

Absolutamente fantástico. Adorei. Obrigada!

marteodora disse...

É tudo uma questão de gosto.
Bom gosto, neste caso.

C. disse...

Obrigada Paulo!
Só uma coisa assim para nos fazer esquecer tristezas...
(e a mágoa que tenho de não saber tocar sax!)

Beijinho