18 novembro 2009

O Violoncelo De Sarajevo


Autor:Steven Galloway
Editorial Presença
Foto:MikhailEvstavief

O Cerco de Sarajevo foi o mais longo na história da guerra moderna, estendendo-se de 5 de abril de 1992 até 29 de fevereiro de 1996. Cerca de 10 mil pessoas foram mortas e outras 56 mil ficaram feridas, segundo as Nações Unidas. No dia 27 de maio de 1992, às quatro horas da tarde, uma série de morteiros atingiu um grupo que esperava para comprar pão atrás de um mercado em Vase Miskina, deixando 22 pessoas mortas e pelo menos 70 feridas. Diante disso, Verdran Smailovié, um renomado violoncelista local, resolveu tocar, pelos próximos 22 dias, sempre às quatro da tarde, o Adágio em sol menor de Albinoni, no exacto local onde tudo ocorrera, em homenagem aos mortos. Foi esta tragédia real e seu conseqüente acto de reverência, compaixão e coragem que foram transpostos ao livro e serviram de inspiração para o autor construir o personagem do violoncelista.

2 comentários:

Maria disse...

Visitei a cidade o ano passado. Houve um enorme esforço de reconstrução mas as marcas da guerra estão lá, ainda, bem visíveis. nas paredes baleadas, nos gigantescos cemitérios, acho que também no espírito das pessoas - que parecem viver todos os dias como se fossem os últimos (há uma vivacidade espantosa). Vou ler o livro (que não conhecia). Hoje sou eu que te agradeço :)

C. disse...

Não conhecia o livro. Aguçaste-me a curiosidade. Obrigada.
Beijinho